Agora que você já sabe tudo sobre Lucro Real e Lucro Presumido, que tal entender também sobre o Simples Nacional?

Estamos falando de uma opção de regime tributário indicado para as micro e pequenas empresas. Inclusive, os empreendedores acabam colhendo uma série de benefícios por meio desta escolha.

Contudo, quando falamos no recolhimento de impostos de uma empresa, muitas dúvidas podem surgir. Logo, é bastante comum encontrar empreendedores se perguntando se vale a pena ou não optar pelo Simples Nacional.

E, se você é uma dessas pessoas que não sabem qual é o regime tributário indicado para a sua empresa, não se preocupe! Afinal de contas, preparamos um conteúdo completo sobre o tema.

Acompanhe conosco e descubra quais são as especificações por trás do Simples Nacional, quais empresas podem se enquadrar, suas vantagens, entre outras informações sobre o regime.

Leia também sobre o Pró-labore: o que é, como funciona e qual a sua importância?

O que é o Simples Nacional?

O Simples Nacional é um regime de tributação criado por meio da Lei Complementar 123, em 2006, visando atender, principalmente, a gestão tributária de micro e pequenas empresas.

No momento de abrir uma empresa, todo empreendedor deve escolher qual é o melhor regime tributário para o seu negócio.

Inclusive, estamos nos referindo a uma das escolhas mais importantes de uma empresa. Isso porque, por meio da escolha do regime tributário, será possível pagar os impostos corretamente, além de definir o seu limite de faturamento.

Hoje, os empreendedores que desejam abrir uma empresa encontram três opções de regimes tributários à sua disposição: Confira conosco quais são:

● Simples Nacional;

● Lucro Real;

● Lucro Presumido.

O Simples Nacional foi criado com o objetivo de desburocratizar o recolhimento de impostos das pequenas empresas. Agora, todos os impostos são reunidos em uma única guia, facilitando assim o pagamento.

Quais empresas podem se enquadrar?

O empreendedor que está pensando em abrir um negócio deve entender que o Simples Nacional não é um regime tributário para todas as empresas. Ou seja, é necessário atender alguns critérios.

Desta maneira, alguns fatores como o porte de uma empresa, o seu faturamento anual e o tipo de atividade não podem passar despercebidos pelos empreendedores. O que faz com que muitos busquem o suporte de uma contabilidade.

Somente as Microempresas e Empresas de Pequeno Porte podem optar pelo Simples Nacional como regime tributário. Aqui, é necessário entender qual é o limite de faturamento de cada tipo de empresa:

● Microempresa (ME): faturamento anual de, no máximo, R$ 360 mil.

● Empresa de Pequeno Porte (EPP): faturamento anual de, no máximo, R$ 4,8 milhões.

Outro ponto importante que deve ser levado em consideração é que o Microempreendedor Individual (MEI) já está enquadrado no Simples Nacional. No entanto, com regras diferentes.

Confira também o nosso conteúdo sobre Controle de gastos: 3 práticas para adotar na sua empresa

Quais impostos são recolhidos no Simples Nacional?

Como foi possível compreender, o Simples Nacional permite o pagamento unificado dos impostos. Ou seja, cabe ao empreendedor fazer o pagamento de apenas uma guia, conhecida como DAS.

Desse modo, não é necessário mais lidar com várias guias de diferentes impostos. Com o Simples Nacional como regime tributário, a empresa encontra uma maior facilidade para se manter em dia com as suas obrigações.

E, se você não sabe quais são os impostos que uma empresa enquadrada no Simples Nacional deve recolher, não se preocupe! Acompanhe a seguir e tire todas as suas dúvidas:

● IRPJ (Imposto de Renda de Pessoa Jurídica);

● IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);

● CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Presumido);

● PIS (Programa de Integração Social);

● ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços);

● Cofins (Contribuição para Financiamento da Seguridade Social);

● CPP (Contribuição Patronal Previdenciária);

● ISS (Imposto sobre Serviços).

Portanto, o empreendedor não terá que se preocupar mais em lidar com datas de pagamento e valores diferentes. Afinal de contas, o recolhimento de impostos agora acontece de maneira unificada.

Quer se enquadrar no Simples Nacional?

Após ler o nosso conteúdo, você conseguiu perceber que o Simples Nacional é o regime tributário para a sua empresa? Se sim, não deixe de contar com a orientação de um serviço especializado, como uma contabilidade.

Isso porque, a escolha errada de um regime de tributação pode causar sérios prejuízos financeiros para uma empresa. Já pensou ter que pagar mais impostos do que realmente deveria?

Deste modo, saiba que você pode contar com os serviços da RSim Contabilidade e Finanças! Somos especialistas em proporcionar um crescimento sustentável para a sua empresa.

Não deixe de entrar em contato conosco e, assim, descobrir como os nossos serviços podem ajudar a sua empresa!

Além disso, aproveite também para curtir as nossas redes sociais e acompanhar o nosso blog! São vários os conteúdos disponíveis para te ajudar a gerenciar a sua empresa de uma forma mais assertiva.

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.