Nos últimos anos, empreender e ter o próprio negócio vem se tornando um sonho compartilhado por milhares de brasileiros. Contudo, você sabe qual é o processo para abrir uma microempresa?

Abrir uma empresa é um processo bastante burocrático e que, por isso, acaba gerando muitas dúvidas entre os futuros empreendedores. Neste momento, é necessário ter muito cuidado!

Isso porque, qualquer erro pode acabar trazendo uma série de problemas para a gestão de uma empresa. Por isso, o recomendado é ter o suporte e acompanhamento de uma contabilidade.

Deste modo, ao abrir uma microempresa, é de suma importância adotar alguns cuidados, a fim de garantir que a empresa esteja dentro da lei. E, você sabe quais são as principais etapas?

A fim de te ajudar a entender como é o processo para abrir uma microempresa, preparamos este conteúdo! Leia conosco e descubra tudo o que você precisa saber sobre este assunto.

Não deixe de acompanhar também o conteúdo sobre Sonegação de impostos: o que é e quais os riscos?

O que é uma Microempresa (ME)?

Uma Microempresa (ME) se apresenta como um porte de empresa. Ou seja, estamos falando de uma característica que está relacionada ao tamanho de um negócio.

Desta forma, existem algumas características exclusivas que acompanham a constituição de uma microempresa. Não sabe quais são? Fica tranquilo! Selecionamos alguns dos principais exemplos para você:

● Rendimento bruto de, no máximo, R$ 360 mil por ano;

● Escolha livre do regime tributário (Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido);

● Escolha livre para a escolha da natureza jurídica (MEI, Empresário Individual, Sociedade Limitada Unipessoal, Sociedade Limitada e Sociedade Simples).

Por ter um faturamento de R$ 360 por ano, uma microempresa deve, em média, faturar R$ 30 mil por mês. Caso o valor anual ultrapasse o limite, o ideal é escolher outro tipo de porte de empresa.

De todo modo, ao abrir uma microempresa, o empreendedor poderá contratar funcionários, inclusive estagiários e menor aprendiz. No entanto, é necessário estar de acordo com a lei trabalhista.

Quantos funcionários uma Microempresa pode ter?

Como você pode ler acima, uma Microempresa precisa respeitar algumas regras, como é o caso do seu faturamento anual. No entanto, existem outras características que devem ser levadas em consideração.

Uma delas diz respeito à quantidade de funcionários que podem ser contratados por uma ME. Neste momento, você sabe quais são as possibilidades?

Segundo o IBGE, uma Microempresa que atua como indústria pode ter até 19 colaboradores no seu quadro de funcionários. Enquanto isso, empresas da categoria de comércio e prestadores de serviço podem contratar até 9 funcionários.

Leia também o nosso conteúdo com 3 motivos para contratar uma contabilidade digital para a sua empresa

Quais os impostos pagos por uma Microempresa?

De modo geral, uma Microempresa deve pagar 8 impostos em sua gestão, que são distribuídos e recolhidos de acordo com o regime tributário no qual a empresa está enquadrada.

Por isso, é de suma importância contar com os serviços de uma contabilidade. Afinal de contas, ao se enquadrar no regime de tributação errado, uma microempresa pode ter que pagar mais impostos do que deveria.

Sendo assim, confira conosco quais são os impostos que devem ser pagos por uma microempresa:

● IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica);

● CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);

● ISS (Imposto Sobre Serviços);

● Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);

● ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços);

● PIS (Programa de Integração Social) / Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público);

● IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);

● CPP (Contribuição Previdenciária Patronal).

Sendo assim, para se manter em dia com o pagamento de impostos, não deixe de ter o apoio de um serviço de contabilidade. Com isso, aproveite para contar com a RSim Contabilidade e Finanças!

Quais são as suas vantagens?

Abrir uma Microempresa é uma decisão acompanhada por várias vantagens. Por isso, o empreendedor poderá realizar uma gestão empresarial mais assertiva e descomplicada.

Deste modo, acompanhe conosco como o microempreendedor poderá se beneficiar após a sua decisão:

● Maior rapidez na tomada de decisões;

● Simplificação de processos administrativos;

● Menos burocracia em processos trabalhistas e previdenciários;

● Opção de escolha entre regimes tributários e tipos societários.

Para não encontrar dificuldades na hora de abrir uma Microempresa, conte com o apoio de uma contabilidade! Entre em contato com a RSim Contabilidade e Finanças e descubra como nós podemos te ajudar.

Os nossos contadores assessoram o controle e crescimento da sua empresa de forma sustentável, tendo sempre a tecnologia como nosso principal parceiro, ajudando o seu negócio.

Além disso, aproveite para curtir as nossas redes sociais e acessar o nosso blog para acompanhar outros conteúdos.

Confira tudo o que você precisa saber sobre o Endereço fiscal: o que é e qual a sua importância?

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.