O endividamento é, infelizmente, um assunto amplamente conhecido por muitos brasileiros. As dívidas podem acontecer por diversos fatores, desde um gasto descontrolado, até falta de planejamento financeiro. E, nas empresas, não seria diferente. A dívida empresarial nada mais é do que o endividamento da empresa (pessoa jurídica) ocasionado por diversos fatores, e que afeta toda a saúde financeira do empreendimento.

Sabemos o quanto é complicado abrir e manter um negócio, pois a vida do empreendedor é naturalmente difícil, ainda mais em um país como o Brasil, com uma elevada carga tributária e grande burocracia. Além de toda a dificuldade rotineira, ainda existem as situações totalmente imprevisíveis e com grandes mudanças no mercado, como a pandemia da COVID19 que acarretou uma gigantesca crise econômica e social em todo o planeta.

E por que as empresas se endividam tanto?

Há várias razões para uma empresa criar dívidas. A primeira delas é o próprio investimento inicial que o gestor precisa fazer para começar o seu negócio. Linhas de crédito para empresas, empréstimos em instituições financeiras e algumas vezes até com amigos e parentes, são situações comuns que o empresário vive desde o começo da empresa. Existem também os financiamentos de aquisições para o crescimento da empresa, como equipamentos, produtos e veículos.

Além dos motivos acima, uma outra realidade vivida pelo empreendedor brasileiro é o excesso de impostos e altíssima carga tributária, e por último, mas não menos comum, existe a falta de planejamento adequado, gastos descontrolados e mistura das finanças de pessoa física com pessoa jurídica.

A falta de um planejamento contábil e financeiro eficaz é uma das principais razões para situações de dívidas empresariais que fogem totalmente do controle dos gestores. Uma assessoria capacitada pode auxiliar o empreendedor a organizar as suas finanças, evitando as dívidas desnecessárias e administrando as que são inevitáveis. O oposto também acontece, e dentre as possíveis dívidas empresariais ocasionadas pela falta de assessoria contábil ou um serviço negligente, podemos listar principalmente:

 – Parcelas de empréstimos que fogem do controle;

– Débitos tributários;

– Débitos trabalhistas;

– Cheque especial;

Todas essas dívidas podem ser ocasionadas pela ausência de uma assessoria contábil e financeira capacitada e confiável. A contabilidade pode e deve auxiliar o empreendedor nas questões fiscais e financeiras, adequando a empresa ao melhor regime tributário, monitorando os prazos de pagamento de impostos, fazendo uma prestação de contas com o fisco de maneira correta e detalhista, auxiliando em situações trabalhistas a fim de evitar possíveis erros. Além disso, a contabilidade também pode monitorar e auxiliar as questões financeiras da empresa, auxiliando na tomada de decisões do gestor, que poderá avaliar e estudar melhores linhas de crédito e investimentos, bem como ter uma gestão financeira que administre bem as dívidas dentro da realidade da empresa.

Uma empresa que não possui uma assessoria contábil ou que tem o serviço de contabilidade sendo feito de maneira pouco eficiente, tem grandes chances de ter um descontrole das dívidas, comprometendo toda sua saúde e desempenho financeiro. Por outro lado, uma assessoria capacitada e confiável pode evitar as situações de endividamento, ou ainda administrar de maneira equilibrada as dividas que a empresa possui.

Imagem freepik

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.